Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Coração Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Mensagem  Maria Vaz em Dom Jun 17, 2012 12:31 am

Olá!!

Está se aproximando mais um aniversário do falecimento de Michael.
É uma data muito triste, mas não podemos passá-la sem fazer-lhe homenagens e tributos, além de orações para que tenha sempre muita luz!!
Mas o simples fato de saber que esta data se aproxima, me faz ficar triste...
Para tentar amenizar essa dor, resolvi compartilhar com vocês essa entrevista de Cindy, onde ela conta como nosso rapaz foi bravo e alegre até seus últimos momentos, que nós sabemos quão dolorosos foram, mas que mesmo assim, não o impediram de fazer piadas e de pedir, para todos os que o cercavam, que não ficassem tristes e que sempre pensassem nele com alegria!

Entertainment Tonight foi o programa de notícias de entretenimento mais assistido no mundo durante os anos 80 e 90, com convidados famosos e informações sobre as celebridades de Hollywood.

Em outubro de 1998, o Entertainment Tonight fez uma entrevista com a esposa de Michael Landon, Cindy Landon, sete anos após o seu falecimento. Aqui está a entrevista, traduzida para o Português. (ET significa Entertainment Tonight)


ET: Como você se tornou uma parte do elenco de "Little House on the Prairie" (Pioneiros), com Michael?

Cindy: É uma pergunta interessante. Eu tinha trabalhado no show por três anos. Eu era uma stand-in para Melissa Sue Anderson (Mary Ingalls) no início e esses foram alguns dos melhores anos da minha vida. Foi ótimo estar no set e trabalhar com as pessoas. Foi uma experiência fantástica. Nós éramos como uma família. Eu gostava de ir trabalhar todos os dias. Foi um grande momento na minha vida.


ET: Você assiste Little House on the Prairie, hoje em dia?

Cindy: Sim, eu assisto "Little House" todos os dias. Atualmente está sendo transmitdo três vezes por dia.


ET: Como você se sente ao assistir? Para você é difícil?

Cindy: Eu acho que inicialmente era.
Mas há duas maneiras de se olhar para isto.
Inicialmente era difícil porque era tudo muito recente.
Hoje, eu vejo não somente para assistir, mas para ver e ouvir a voz de Michael. É reconfortante.
Por isso não é difícil ver hoje.
Eu me lembro que houve momentos que eu ligava a TV para que eu pudesse ouvir sua voz e vê-lo.
É interessante, porque um monte de gente perde seus entes queridos, e é como se eles tivessem ido embora. Com Michael, ele estará sempre aqui. Ele nunca envelhece. Isso é bom. Somos capazes de ter uma parte dele e os meus filhos são capazes de assistir seus shows e ter uma parte de seu pai.


ET: Entendo o que você diz. Eu me dei conta que meu pai já se foi há doze anos, quando eu não consegui lembrar como sua voz soava.

Cindy: "Bonanza" está sendo transmitida na TV! "Little House" também está no ar! E "Highway to Heaven", agora está de volta no ar. É inacreditável!
Eu acho que nem mesmo ele percebeu o quão importante foram seus shows para seus fãs. Eu realmente não sei.
Eu sei que quando Michael estava doente com câncer e esta casa vivia cheia de caixas e mais caixas de cartas de pessoas desejando-lhe melhoras, ele se sentava e lia emocionado. Ele próprio ficava admirado e surpreso com a quantidade de atenção que ele estava recebendo.


ET: Eu sou o tipo de pessoa que aprecia a televisão e filmes que fazem por nós. Mas eu nunca escrevi uma carta de fã. Mas quando soube que Michael Landon estava mal, isso realmente me abalou.

Cindy: Bem, você cresceu assistindo ele?

ET: Eu cresci assistindo ele.

Cindy: Veja, e é por isso que você sente uma conexão com essas pessoas.

ET: Não só eu cresci assistindo ele, mas eu cresci assistindo ele por causa dos shows que ele fez - sempre me fazia sentir segura e confortável. Eu me conectei com seus personagens ou com o que seus personagens estavam dizendo ou fazendo, porque isso era como se fosse a minha casa, então era tudo muito familiar e confortante.
Por isso tudo, eu não consigo sequer imaginar a quantidade de cartas que vocês receberam.

Cindy: Isso era uma quantidade inacreditável.


ET: O que mais você sente falta sobre Michael?

Cindy: Há tantas coisas. Sinto muito, podemos parar por um momento?

ET: Ok.

ET: Deve haver tantas lembranças maravilhosas! O que você mais sente falta a respeito de Michael?

Cindy: Não é uma coisa em particular. É tudo sobre Michael. Ele era forte, ele era sensível. Ele era extremamente engraçado, o que muita gente não sabe, pois muitos nunca conheceram esse lado dele. Ele era um extraordinário pai e marido. Ele foi brilhante. O que eu sinto falta sobre Michael? Eu diria que tudo. Tudo.

ET: Eu acho que o lado dele como pai vem à mente da maioria das pessoas, porque são quantos? Nove filhos?

Cindy: Nove filhos.

ET: Estou certa de que as crianças adoravam Michael.

Cindy: Michael foi um grande pai. As crianças amavam Michael. Ele realmente se sentia mais confortável em torno das crianças, por vezes, muito mais do que ele se sentia com os adultos. Eu acho que ele sentia que poderia ser apenas ele mesmo e ficava muito mais descontraído, porque as crianças não esperavam nada dele. Estávamos por vezes em alguma festa e Michael saía e seria encontrado em outra sala junto com as crianças, se divertindo loucamente.

ET: E as crianças são tão abertas e honestas.

Cindy: Michael conseguia ser exatamente assim também. Ele era extremamente honesto, hoje eu compreendo. Há algumas coisas sobre Michael que eu entendo mais hoje do que naquela época. Talvez seja à medida que amadurecemos, depois de passarmos por certas situações pessoais, aprendemos a compreender algumas coisas. E gostassem ou não, Michael podia ser às vezes brutalmente honesto.

ET: Como você tem estado? Como as crianças tem passado?

Cindy: As crianças estão indo muito bem. As coisas vão bem. Eu tenho uma de 15 e um de 12 anos. Criar os filhos sozinha, depois que Michael morreu, é certamente algo que leva muito tempo e dedicação, e é tão importante, e não ter a figura paterna é ainda mais difícil. É uma situação para a qual ninguém poderia estar preparado.

ET: Eu fico feliz por você ter dito que ele ficou emocionado por ter recebido todas aquelas cartas. Isso me faz pensar que, se ele ainda não tinha a idéia do quanto ele era amado antes de ter ficado doente, que então ele pode ter a certeza de como as pessoas se sentiam a respeito dele.

Cindy: Aos olhos de Michael, ele era apenas um trabalhador. Ele era alguém que ia trabalhar e é isso que ele fazia para viver. Michael não era uma estrela. Ele nunca se viu assim, nunca se viu tão especial. Ele era apenas um homem fazendo o que amava fazer. Ele realmente fazia o que amava. Ele tinha quantidades extraordinárias de energia. Ele era um homem que conseguia dormir quatro ou cinco horas por noite, acordar de manhã feliz e ir para o trabalho. Então, ele voltava cantando pra casa com sacos de gulozeimas simplesmente incríveis. E ele nunca trouxe o seu trabalho pra dentro de casa.

ET: Ele era especial.

Cindy: Ele era especial. Ele tinha a capacidade de realmente afetar pessoas de uma forma muito positiva e sempre levá-las a ver o lado positivo da vida.

ET: Os últimos dias da vida de Michael, como foram eles?

Cindy: Eles foram muito intensos. E inacreditavelmente difíceis. Ele estava em casa. Foi extremamente difícil. Quero dizer, você está com a pessoa que você ama mais do que tudo no mundo, e sabe todo o tempo que em breve esta pessoa já não estará mais na sua vida. E a família estava toda aqui e era muito doloroso e extremamente difícil estar nessa situação.
Mas ele estava rindo e fazendo piadas, até o último minuto. Até os últimos momentos antes de falecer, ele estava coerente e ele ainda tinha senso de humor. Nunca houve auto-piedade. Devido à forma como Michael foi, ele permitiu que todos nós em torno dele pudéssemos ficar mais fortes. Ele me escreveu algumas cartas e ele escreveu um livro de desejos com as coisas que ele gostaria de me ver fazer com as crianças.



ET: Isso é uma coisa linda. Quais eram os seus desejos para você?

Cindy: Michael disse que ele queria me ver casada novamente, que eu tivesse uma grande vida e que queria me ver feliz.


Última edição por Maria Vaz em Sab Jun 30, 2012 12:20 am, editado 1 vez(es)
avatar
Maria Vaz
Moderação
Moderação

Mensagens : 14905
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Mensagem  monica_carolina em Dom Jun 17, 2012 1:06 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Olá!!

Está se aproximando mais um aniversário do falecimento de Michael.
É uma data muito triste, mas não podemos passá-la sem fazer-lhe homenagens e tributos, além de orações para que tenha sempre muita luz!!
Mas o simples fato de saber que esta data se aproxima, me faz ficar triste...querida.


Tem razao .Essa data e muito triste Olhões Nos tambem ficamos tristes ao ver as ultimas fotos do mike e as ultimas entrevistas quando ele falava do cancer Olhões




Para tentar amenizar essa dor, resolvi compartilhar com vocês essa entrevista de Cindy, onde ela conta como nosso rapaz foi bravo e alegre até seus últimos momentos, que nós sabemos quão dolorosos foram, mas que mesmo assim, não o impediram de fazer piadas e de pedir, para todos os que o cercavam, que não ficassem tristes e que sempre pensassem nele com alegria!

Entertainment Tonight foi o programa de notícias de entretenimento mais assistido no mundo durante os anos 80 e 90, com convidados famosos e informações sobre as celebridades de Hollywood.

Em outubro de 1998, o Entertainment Tonight fez uma entrevista com a esposa de Michael Landon, Cindy Landon, sete anos após o seu falecimento. Aqui está a entrevista, traduzida para o Português. (ET significa Entertainment Tonight)


ET: Como você se tornou uma parte do elenco de "Little House on the Prairie" (Pioneiros), com Michael?

Cindy: É uma pergunta interessante. Eu tinha trabalhado no show por três anos. Eu era uma stand-in para Melissa Sue Anderson (Mary Ingalls) no início e esses foram alguns dos melhores anos da minha vida. Foi ótimo estar no set e trabalhar com as pessoas. Foi uma experiência fantástica. Nós éramos como uma família. Eu gostava de ir trabalhar todos os dias. Foi um grande momento na minha vida.


ET: Você assiste Little House on the Prairie, hoje em dia?

Cindy: Sim, eu assisto "Little House" todos os dias. Atualmente está sendo transmitdo três vezes por dia.


ET: Como você se sente ao assistir? Para você é difícil?

Cindy: Eu acho que inicialmente era.
Mas há duas maneiras de se olhar para isto.
Inicialmente era difícil porque era tudo muito recente.
Hoje, eu vejo não somente para assistir, mas para ver e ouvir a voz de Michael. É reconfortante.
Por isso não é difícil ver hoje.
Eu me lembro que houve momentos que eu ligava a TV para que eu pudesse ouvir sua voz e vê-lo.
É interessante, porque um monte de gente perde seus entes queridos, e é como se eles tivessem ido embora. Com Michael, ele estará sempre aqui. Ele nunca envelhece. Isso é bom. Somos capazes de ter uma parte dele e os meus filhos são capazes de assistir seus shows e ter uma parte de seu pai.


ET: Entendo o que você diz. Eu me dei conta que meu pai já se foi há doze anos, quando eu não consegui lembrar como sua voz soava.

Cindy: "Bonanza" está sendo transmitida na TV! "Little House" também está no ar! E "Highway to Heaven", agora está de volta no ar. É inacreditável!
Eu acho que nem mesmo ele percebeu o quão importante foram seus shows para seus fãs. Eu realmente não sei.
Eu sei que quando Michael estava doente com câncer e esta casa vivia cheia de caixas e mais caixas de cartas de pessoas desejando-lhe melhoras, ele se sentava e lia emocionado. Ele próprio ficava admirado e surpreso com a quantidade de atenção que ele estava recebendo.


ET: Eu sou o tipo de pessoa que aprecia a televisão e filmes que fazem por nós. Mas eu nunca escrevi uma carta de fã. Mas quando soube que Michael Landon estava mal, isso realmente me abalou.

Cindy: Bem, você cresceu assistindo ele?

ET: Eu cresci assistindo ele.

Cindy: Veja, e é por isso que você sente uma conexão com essas pessoas.

ET: Não só eu cresci assistindo ele, mas eu cresci assistindo ele por causa dos shows que ele fez - sempre me fazia sentir segura e confortável. Eu me conectei com seus personagens ou com o que seus personagens estavam dizendo ou fazendo, porque isso era como se fosse a minha casa, então era tudo muito familiar e confortante.
Por isso tudo, eu não consigo sequer imaginar a quantidade de cartas que vocês receberam.

Cindy: Isso era uma quantidade inacreditável.


ET: O que mais você sente falta sobre Michael?

Cindy: Há tantas coisas. Sinto muito, podemos parar por um momento?

ET: Ok.

ET: Deve haver tantas lembranças maravilhosas! O que você mais sente falta a respeito de Michael?

Cindy: Não é uma coisa em particular. É tudo sobre Michael. Ele era forte, ele era sensível. Ele era extremamente engraçado, o que muita gente não sabe, pois muitos nunca conheceram esse lado dele. Ele era um extraordinário pai e marido. Ele foi brilhante. O que eu sinto falta sobre Michael? Eu diria que tudo. Tudo.

ET: Eu acho que o lado dele como pai vem à mente da maioria das pessoas, porque são quantos? Nove filhos?

Cindy: Nove filhos.

ET: Estou certa de que as crianças adoravam Michael.

Cindy: Michael foi um grande pai. As crianças amavam Michael. Ele realmente se sentia mais confortável em torno das crianças, por vezes, muito mais do que ele se sentia com os adultos. Eu acho que ele sentia que poderia ser apenas ele mesmo e ficava muito mais descontraído, porque as crianças não esperavam nada dele. Estávamos por vezes em alguma festa e Michael saía e seria encontrado em outra sala junto com as crianças, se divertindo loucamente.

ET: E as crianças são tão abertas e honestas.

Cindy: Michael conseguia ser exatamente assim também. Ele era extremamente honesto, hoje eu compreendo. Há algumas coisas sobre Michael que eu entendo mais hoje do que naquela época. Talvez seja à medida que amadurecemos, depois de passarmos por certas situações pessoais, aprendemos a compreender algumas coisas. E gostassem ou não, Michael podia ser às vezes brutalmente honesto.

ET: Como você tem estado? Como as crianças tem passado?

Cindy: As crianças estão indo muito bem. As coisas vão bem. Eu tenho uma de 15 e um de 12 anos. Criar os filhos sozinha, depois que Michael morreu, é certamente algo que leva muito tempo e dedicação, e é tão importante, e não ter a figura paterna é ainda mais difícil. É uma situação para a qual ninguém poderia estar preparado.

ET: Eu fico feliz por você ter dito que ele ficou emocionado por ter recebido todas aquelas cartas. Isso me faz pensar que, se ele ainda não tinha a idéia do quanto ele era amado antes de ter ficado doente, que então ele pode ter a certeza de como as pessoas se sentiam a respeito dele.

Cindy: Aos olhos de Michael, ele era apenas um trabalhador. Ele era alguém que ia trabalhar e é isso que ele fazia para viver. Michael não era uma estrela. Ele nunca se viu assim, nunca se viu tão especial. Ele era apenas um homem fazendo o que amava fazer. Ele realmente fazia o que amava. Ele tinha quantidades extraordinárias de energia. Ele era um homem que conseguia dormir quatro ou cinco horas por noite, acordar de manhã feliz e ir para o trabalho. Então, ele voltava cantando pra casa com sacos de gulozeimas simplesmente incríveis. E ele nunca trouxe o seu trabalho pra dentro de casa.

ET: Ele era especial.

Cindy: Ele era especial. Ele tinha a capacidade de realmente afetar pessoas de uma forma muito positiva e sempre levá-las a ver o lado positivo da vida.

ET: Os últimos dias da vida de Michael, como foram eles?

Cindy: Eles foram muito intensos. E inacreditavelmente difíceis. Ele estava em casa. Foi extremamente difícil. Quero dizer, você está com a pessoa que você ama mais do que tudo no mundo, e sabe todo o tempo que em breve esta pessoa já não estará mais na sua vida. E a família estava toda aqui e era muito doloroso e extremamente difícil estar nessa situação.
Mas ele estava rindo e fazendo piadas, até o último minuto. Até os últimos momentos antes de falecer, ele estava coerente e ele ainda tinha senso de humor. Nunca houve auto-piedade. Devido à forma como Michael foi, ele permitiu que todos nós em torno dele pudéssemos ficar mais fortes. Ele me escreveu algumas cartas e ele escreveu um livro de desejos com as coisas que ele gostaria de me ver fazer com as crianças.



ET: Isso é uma coisa linda. Quais eram os seus desejos para você?

Cindy: Michael disse que ele queria me ver casada novamente, que eu tivesse uma grande vida e que queria me ver feliz.





Achei essa entrevista muito interessante.Amei a descriçao do nosso menino que Cindy fez mas as Joegirls temos ciumes ne????? Piscando Piscando
muito obrigada Bravo! Bravo!
avatar
monica_carolina
Ponderosa User
Ponderosa User

Mensagens : 10737
Data de inscrição : 14/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Mensagem  sandra regina em Seg Jun 18, 2012 2:47 pm

Bacana esse post... Obrigada... A entrevista demonstrou belas resposta e espero, sinceramente, que tudo seja verdade, pois sou um pocuo crédula ao ver as pessoas dando entrevistas. Sandra Caçando borboletas
avatar
sandra regina
Cidadão de Virginia City
Cidadão de Virginia City

Mensagens : 314
Data de inscrição : 18/01/2012
Idade : 53
Localização : são paulo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Mensagem  Maria Vaz em Seg Jun 18, 2012 3:24 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Bacana esse post... Obrigada... A entrevista demonstrou belas resposta e espero, sinceramente, que tudo seja verdade, pois sou um pocuo crédula ao ver as pessoas dando entrevistas. Sandra Caçando borboletas

Considerando que isso foi 7 anos depois do falecimento de Mike, que Cindy não tinha nenhuma aspiração política nem artística e que as crianças ainda eram pequenas, não acho provável que ela tenha dado nenhuma resposta falsa. Ela estava podre de rica e não precisava de nenhuma divulgação.
Mesmo agora, que Jeniffer seguiu a carreira artística, pelo que sei, Cindy leva uma vida luxuosa e cara, com muito conforto e muitas viagens, mas também muito discreta e bem longe da mídia. A única badalação que vejo por parte dela neste sentido é quando se trata de defender ou divulgar alguma causa, normalmente em defesa dos animais ou de prevenção e tratamento de câncer!
Muita gente a descreve como uma verdadeira lady.
Acho apenas que ela se esquivou de responder a primeira pergunta, o que me deixou mais curiosa ainda!!! Piscadela
avatar
Maria Vaz
Moderação
Moderação

Mensagens : 14905
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Mensagem  monica_carolina em Seg Jun 18, 2012 3:57 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Bacana esse post... Obrigada... A entrevista demonstrou belas resposta e espero, sinceramente, que tudo seja verdade, pois sou um pocuo crédula ao ver as pessoas dando entrevistas. Sandra Caçando borboletas

Considerando que isso foi 7 anos depois do falecimento de Mike, que Cindy não tinha nenhuma aspiração política nem artística e que as crianças ainda eram pequenas, não acho provável que ela tenha dado nenhuma resposta falsa. Ela estava podre de rica e não precisava de nenhuma divulgação.
Mesmo agora, que Jeniffer seguiu a carreira artística, pelo que sei, Cindy leva uma vida luxuosa e cara, com muito conforto e muitas viagens, mas também muito discreta e bem longe da mídia. A única badalação que vejo por parte dela neste sentido é quando se trata de defender ou divulgar alguma causa, normalmente em defesa dos animais ou de prevenção e tratamento de câncer!
Muita gente a descreve como uma verdadeira lady.
Acho apenas que ela se esquivou de responder a primeira pergunta, o que me deixou mais curiosa ainda!!! Piscadela


Cindy amava Mike ou ele so queria o seu dinheiro?Eu acho que ela gosta muito de dinheiro De mau
avatar
monica_carolina
Ponderosa User
Ponderosa User

Mensagens : 10737
Data de inscrição : 14/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Mensagem  Silvia em Qua Jun 20, 2012 11:52 pm

Foi a esposa que eu mais tive ciúmes.....mas achei tao firme nas respostas,e gostei dessa frase final dele para ela seguir em frente , feliz, poxa é uma sensibilidade e amadurecimento de vida esse , espero de coração que ela tb tenha esse amadurecimento afinal esta com os fruto do casamento dos dois.
Adorei ler e reler essa entrevista, vou parar por aqui pois estou com muito sono, mas queria agradecer pois adorei conhecer um pouco dela.
Beijo querida e boa noite amiga!
avatar
Silvia
Membro da Família Cartwright
Membro da Família Cartwright

Mensagens : 2369
Data de inscrição : 02/08/2011
Idade : 55
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Mensagem  monica_carolina em Qui Jun 27, 2013 11:13 pm

Eu sempre ficou emocionada Coração batendo fortCoração batendo fortCoração batendo fortCoração batendo fortCoração batendo fortCoração batendo fort
avatar
monica_carolina
Ponderosa User
Ponderosa User

Mensagens : 10737
Data de inscrição : 14/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Cindy Landon em entrevista sobre Mike, no Entertainment Tonight

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum