Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Coração Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  Maria Vaz em Sab Out 08, 2011 7:58 pm

Michael "O Adolescente Desportista"
A virada para felicidade, mas com muito esforço!



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Ainda um adolescente, Michael descobre a felicidade no esporte. O menino inseguro e carente de amor percebe que descobriu algo onde ele pudesse sobressair e agarrou isso com todas as suas forças!

Michael tinha uma força interior ímpar e era um obstinado! Quando ele descobriu uma aptidão, ele não mediu esforços para aprimorar, com trabalho e disciplina, ainda que não tivesse tido apoio da família nesse sentido.
O pai não percebeu o quanto importante foi essa conquista no esporte para Michael, conforme podemos saber através de seus próprios pensamentos.

Mesmo assim, o menino treinou sozinho e isso lhe rendeu títulos importantes que acabarm por levá-lo à Califórnia, para cursar a Universidade com uma bolsa de estudos que lhe foi oferecida graças as suas aptidões para obtenção de títulos e medalhas com o arremesso de dardo.
Michael relembra o momento da virada em sua vida, falando sobre essa aula na escola, quando ele era ainda um adolescente tímido.

"A nossa aula de ginástica foi na pista de atletismo da escola. O professor ia nos mostrar todas as modalidades esportivas do atletismo de campo. Fomos apresentados a saltos com barreiras, salto à distância, salto com vara. Eu tropecei fracamente através de todos eles.

'Agora vamos tentar o dardo ", disse o professor. Eu assisti como ele pegou uma lança de metal reluzente com cerca de seis pés de comprimento e deu-lhe um curto lance. De repente eu estava cativado e eu não sabia por quê. Algo dentro de mim começou dizendo: "Experimente! Experimente! "Eu tive que esperar minha vez, porém, porque vários outros queriam uma tentativa no dardo também. Tímido e com medo, eu assisti os outros, tentando não olhar muito ansioso.
 
Finalmente, quando todos tiveram a chance de arremessar - o mais longo arremesso chegou aos 30 jardas - Olhei para o professor.

'Hey, Orowitz, você quer tentar? ", Perguntou ele.

Constrangido, olhei para baixo, sem conseguir levantar minha cabeça.

'Bem, vamos lá então ", disse ele, impaciente, e entregou-me o dardo.

Atrás de mim pude ouvir alguns de meus colegas rindo."  



[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Eu me pergunto se os colegas realmente estavam rindo ou se tudo isso não seria fruto da cabecinha insegura e complexada do menino Eugene...

Bem, vamos continuar a saber o que Micahel disse nessa mesma entrevista, relembrando o seu passado.


"Eu segurei a lança na minha mão, eu estava tomado por uma sensação estranha - um entusiasmo recém-descoberto.

Ver-me como um guerreiro romano prestes a começar uma batalha, meus medos desapareceram. Por algum motivo louco, eu estava relaxado sobre o que eu estava prestes a fazer, embora eu nunca tivesse feito isso antes. Eu levantei o dardo sobre minha cabeça, dei seis passos rápidos e deixei a coisa ir. A mesma voz que tinha me pedido para arremessar agora me disse que era um bom arremesso. Eu vi como a lança decolou. Enquanto o arremesso de outros alunos tinham saído tortos no ar, para minha surpresa, o meu lance estava viajando em linha reta e verdadeira. Meu coração acelerou quando eu me vi ultrapassando os arremessos dos meus colegas, cruzando mais de 30 jardas, então 40. Quando passou a marca de 50 jardas, o dardo ainda estava voando quando foi desabar além de algumas arquibancadas vazias. Por um minuto nada foi dito. Então alguém sussurrou: 'Meu Deus!' E outros começaram a me aplaudir e a dar tapa nas costas. Ninguém podia acreditar no que o pequeno Orowitz tinha acabado de fazer. Nem eu poderia, realmente.

E quando eu penso nisso, toda a cena deve ter alguma coisa parecida com algo saído de um filme série-B. Corri para recuperar a lança e quando eu achei, eu vi que a ponta tinha sido quebrado na aterrissagem. Esperando receber uma verdadeira bronca, levei de volta o dardo para o professor de ginástica.

'Não se preocupe com isso ", disse ele, ainda balançando a cabeça em admiração. "Você deve continuar com isso."

Naquela noite, levei o dardo comigo, e para grande espanto dos meus pais, nunca o deixei fora da minha vista. No dia seguinte eu comecei a praticar com ele, e todos os dias nas férias do verão - por seis horas ou mais - eu arremessava em uma escola nas proximidades.

A alegria de ter encontrado algo que eu poderia fazer bem, me fez ser mais determinado a fazer ainda melhor, o melhor que eu pudesse conseguir."


"No meu último ano no colégio, muitas Faculdades começaram a me rondar porque o meu lançamento do dardo havia se tornado o melhor do Estado.

Apesar de eu não ter conseguido o troféu de New Jersey, porque no dia da competição eu tinha ferido o meu dedo e uma semana antes eu tinha quebrado meu tornozelo, era do conhecimento geral que eu tinha o maior lance no país.

Eu tinha feito a minha mente que eu ia fazer alguma coisa de mim mesmo. Eu seria um alguém. Ninguém jamais iria me chamar Gene Orowitz, o vagabundo! De modo que o último ano na escola, eu pratiquei o arremesso de dardo até quase o meu braço cair. E tudo isso valeu a pena. Me ofereceram uma bolsa para o Santa Barbara Jr. College, na Califórnia. "    



Mesmo assim o jovem Eugene ainda não tinha conseguido a admiração de quem ele tanto queria, seu pai.

Eli Orowitz não era um homem esportivo, ele não encontrou nada impressionante sobre o que seu filho tinha feito.

"Ele só me viu jogar uma vez. Eu me lembro de vê-lo me observando no campo através de uma cerca, usando um chapéu pequeno que ele sempre usava. Ele olhou, balançou a cabeça, entrou no carro e foi embora. "

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

"Eu tinha que melhorar minhas notas de um semestre para outro, para que eu fosse ser inscrito para a universidade da Califórnia.

Um treinador de atletismo da faculdade em Santa Barbara deixou-me ganhar o meu quarto e ficar em sua casa em troca de tomar conta de suas crianças pequenas em meu tempo livre.

Trocar as fraldas do mais jovem foi uma coisa fácil tanto quanto poderia ser! Meu quarto era a varanda, onde eu dormia no sofá.

Eu tinha que fazer mais dinheiro para minhas despesas, então ele me sugeriu para um trabalho no campus como uma espécie de treinador de atletismo, mas para isso, estava implícito que eu poderia nadar. Eu não menti, mas não me atrevi a entrar na água com os meus alunos. Eu teria me afogado!

Então, voltei todas as noites no campus para praticar com determinação.

Eu precisava do emprego. Eu disse ao homem que me contratou - quando ele perguntou se eu tinha o meu certificado de salva-vidas - que eu nunca tinha me preocupado em pegar o certificado. Ele acreditou em mim! Mas toda noite eu fiquei na piscina sozinho, por três horas depois que havia fechado, até que eu estava nadando como Mark Spitz ".


Mas as coisas nem sempre acontecem como são planejados e Eugene encontrou mais crueldade e rejeição na universidade.

"Eu considerei um presente esta facilidade que eu tinha para arremessar o dardo, porque para mim, eu não deveria ter sido capaz de fazer tudo isso com o meu corpo. Então eu senti que havia mais do que apenas eu. Foi quando eu me convenci que o meu cabelo tinha algo a ver com isso, então eu nunca cortei o cabelo.

Foi como se fosse um Sansão da vida real, uma supertição, mas eu acreditava.
Então eu tinha o cabelo considerado muito longo para aquela época, quando fui para a Universidade - eles rasparam minha cabeça, e eu não poderia mais arremessar o dardo. Os caras me seguraram e rasparam a minha cabeça, porque todo mundo tinha um cabelo tipo "Príncipe Danilo", apenas um topetinho na frente e o resto raspado, menos eu.

No dia seguinte eu não poderia jogar. Eu estava lá fora, até que o sol se por ... arremessando ... chorar ... arremessando.
Finalmente eu me esforcei tanto que eu rompi os ligamentos do meu cotovelo eu estava tão chateado. Mas eu não iria sair.
A dor era tão grande, mas eles continuaram atirando-me para o treinamento três vezes por semana com cortisona e novocaína. E então eles te constrangem, você sabe, porque você está ferido e porque você acha que não pode curar-se, eles acabam com você, porque eles só têm bolsas de estudo para um número reduzido de alunos. Então eles te humilham. Eles chamam-lhe 'covarde' porque você não está arremessando e obrigam você a esforços demasiados. Até que eu não consegui mais resistir e acabei saindo."


Há males que vêm para o bem!!!

Eugene Maurice Orowitz estava ferido, havia perdido sua bolsa de estudos, mas estava prestes a ser lançado a sua nova e promissora carreira!! Como Michael Landon!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

"Eu parei no meio daquele semestre. Eu não poderia mesmo conseguir um emprego. Eu não tinha dinheiro. Eu não tinha absolutamente nada. Dormia atrás de depósitos velhos e agarrava uma refeição quando eu podia."

Eugene queria continuar na Califórnia. Não queria voltar para a casa dos pais como um derrotado. Ele tinha saído de lá sem apoio e não queria voltar desacreditado. Então ele teve muitos empregos diferentes neste pequeno período de tempo. Ele trabalhou em uma fábrica de sopa, fábrica de fita, lavou carros, vendeu cobertores de porta em porta, qualquer coisa para sobreviver.

"Finalmente, eu consegui um emprego no Newberry’s lifting freight. Como era um trabalho braçal, eu pensei que seria bom para o meu braço. Isso ajudaria a trazer a força de volta.
Um cara com quem eu trabalhava tinha que fazer um teste para uma cena nos estúdios Warner Brothers e queria um parceiro. Era uma cena muito emocional de "Home Of The Brave". Meu colega não queria fazer a parte mais emotiva, então ele interpretou a outra personagem e a mais emocional ele me deu. Essa foi a primeira vez que eu tinha uma coisa tão emocional assim para fazer. E eu adorei. "


O colega de Eugene não conseguiu o papel, mas perguntaram para Eugene se ele queria juntar-se à turma, na Warner Brothers.

Com dezoito anos na época, Eugene largou o emprego, fez um acordo com o proprietário de um posto de gasolina onde ele poderia sair para ter aulas de atuação que lhes foram oferecidas pelos estúdios Warner Brothers.

Eugene continuou trabalhando seu próprio corpo, sabendo que uma boa aparência seria também necessária para sua nova carreira e resolveu mudar de nome. A princípio ele escolheu o nome de Michael Lane, mas como esse nome já exixtia, ele encontrou o nome Landon em um catálogo e resolveu adotar.

Uma nova carreira se iniciava para o jovem de dezoito anos, Micahel Landon!

Eu me pergunto: Será que naquela época, quando ele via nessa carreira uma nova forma de ganhar o seu sustento, ele poderia imaginar o futuro brilhante que o aguardava?



Agradecimentos Especiais: Helen B e Jenny D, duas fervorosas JoeGirls que reuniram todas essas informações e citações de Michael Landon, com o único objetivo de eternizá-lo. Coração batendo fort  Corações  Coração batendo fort  


Se quiserem saber mais sobre as outras fases da vida de Michael Landon, não deixem de ler sua biografia!!! Basta clicar no link abaixo!!!!

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]


Última edição por Maria Vaz em Dom Ago 06, 2017 1:06 am, editado 5 vez(es)
avatar
Maria Vaz
Moderação
Moderação

Mensagens : 14905
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  crica em Dom Out 09, 2011 12:03 pm

Eu tenho um orgulho danado desse moleque!

Obrigada por traduzir e partilhar esse texto, amiga. Abraço
avatar
crica
Moderação
Moderação

Mensagens : 2904
Data de inscrição : 30/07/2011
Idade : 50
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Tantas lições

Mensagem  virginia maria campagnac em Dom Out 09, 2011 9:07 pm

Ah, meninas, tantas liçoes a gente pode aprender com o Mike: Trabalho, esforço, obstinação, determinação, coragem e fé.
Deus tinha algo maior pra ele e nosso garoto nao desistiu nunca...até se tornar an angel! Anjo Bom
O melhor de tudo foi conservar a alegria de viver que é podemos ver em seus olhos, e em seu sorriso constante, tão lindo!!!! Correndo feliz
Valeu Maria, Bravo!
avatar
virginia maria campagnac
Xerife
Xerife

Mensagens : 516
Data de inscrição : 01/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  Silvia em Seg Out 10, 2011 1:32 pm

A vida dele é sempre superação, admiro muito o Michael.
avatar
Silvia
Membro da Família Cartwright
Membro da Família Cartwright

Mensagens : 2369
Data de inscrição : 02/08/2011
Idade : 55
Localização : Belo Horizonte

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  Ffyniant em Seg Fev 20, 2012 7:18 pm

Sorriso Bravooooooo!!! Eu ti amo, Mick!!!

Eu estou muito agradecida con voce, Maria!!!!
Obrigada! minha querida amiga!!!

Graciela (Ffnyant)
avatar
Ffyniant
Forasteiro
Forasteiro

Mensagens : 9
Data de inscrição : 15/09/2011
Idade : 52

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  Maria Vaz em Qua Fev 22, 2012 2:19 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu: Sorriso Bravooooooo!!! Eu ti amo, Mick!!!

Eu estou muito agradecida con voce, Maria!!!!
Obrigada! minha querida amiga!!!

Graciela (Ffnyant)




Fico feliz que vc tenha gostado! Alegria
Não tem nada que agradecer! É sempre um enorme prazer compartilhar tudo sobre MIke com quem ama ele também! Luv
Beijos! Beijo
avatar
Maria Vaz
Moderação
Moderação

Mensagens : 14905
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  Maria Vaz em Dom Ago 06, 2017 1:03 am

Olá meninas!!!

Essa é uma fase da vida de Mike que me faz muito bem quando eu conto e cada vez que eu releio!!!

Porque ele descobre um talento, e ele se agarra a esse talento com a vontade de um vencedor! Ele não foi para as olimpíadas defendendo os estados Unidos... se tivesse ido, por sua obstinação e vontade, acho que teria voltado com a medalha... mas ele não foi. Será que tudo teria acontecido exatamente para ele estar na Califórnia, tendo que batalhar vários empregos, e aí, acabar se tornando um ator????!!!! O destino!!!! Quem acredita em destino, dirá que sim, mas nunca sem pensar em dizer que para o destino funcionar, é necessário fazer por onde! E Mike fez!!!!

Mas nada teria sido possível se ele, minimamente, não tivesse obtido uma certa auto-estima... que ele não tinha até descobrir uma habilidade! O quanto nossas habilidades são importantes em nossas vidas???? Vocês já pensaram sobre isso??

avatar
Maria Vaz
Moderação
Moderação

Mensagens : 14905
Data de inscrição : 02/08/2011
Localização : Rio de Janeiro

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  Virginia Landon em Dom Ago 06, 2017 2:59 pm

Verdade Maria, o esporte abriu as portas para o Mike se tornar um grande astro.
Acho que era esse o destino dele e dessa forma sua vida atingiu tantas outras, como a nossa!

Um homem especial!!!!

Nas nuvens Nas nuvens Nas nuvens Nas nuvens
avatar
Virginia Landon
Ponderosa User
Ponderosa User

Mensagens : 3066
Data de inscrição : 23/06/2012
Localização : Brasília / DF

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  monica_carolina em Dom Ago 06, 2017 7:21 pm

ele era unico
avatar
monica_carolina
Ponderosa User
Ponderosa User

Mensagens : 10727
Data de inscrição : 14/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  Miriam Landon em Ter Ago 08, 2017 9:55 am

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:Verdade Maria, o esporte abriu as portas para o Mike se tornar um grande astro.
Acho que era esse o destino dele e dessa forma sua vida atingiu tantas outras, como a nossa!

Um homem especial!!!!

Nas nuvens Nas nuvens Nas nuvens Nas nuvens



Concordo com você, Virgínia! Você em poucas palavras disse tudo. Aplauso Aplauso Aplauso


E ele era único mesmo, Mônica! Nas nuvens Nas nuvens Nas nuvens
avatar
Miriam Landon
Ponderosa User
Ponderosa User

Mensagens : 4239
Data de inscrição : 19/09/2013
Localização : Minas Gerais

Voltar ao Topo Ir em baixo

Coração Re: Michael "O Adolescente Desportista" - A virada para felicidade, mas com muito esforço!

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum